Posts Tagged ‘sousplat’

posted by on Jantar

À convite da Cisper, eu e as meninas do @mesahits (se você ainda não conhece, entre no Instagram para saber mais) fomos instigadas a contar sobre o nosso primeiro encontro, o primeiro desafio de uma ação para o Dia dos Namorados que está chegando. Como não dá para voltar no tempo, mas é bom aguçar a memória, eu montei uma mesa romântica para lembrarmos daquele dia, digamos, inusitado. A minha história você só vai ler no Instagram (@amesacomcharme), aqui eu mostro todos os detalhes da produção. Dentro do tema da semana, eu usei dois tipos de Paisley, o trilho com mini e os sousplats com um desenho mais elaborado. Com o mix de estampas, optei por louça e guardanapos brancos, arrematando as argolas com orquídeas naturais. Os talheres são dourados assim como os dizeres tempo e memória dos pequenos pratos de apoio. Para o centro da mesa, os copos de marguerita coquetel viraram castiçais para as velas e vaso para as flores, duas coisas importantíssimas num jantar romântico. E aproveito para dar uma dica, jamais coloque um arranjo alto atrapalhando a visão entre as duas pessoas, principalmente num jantar assim em que a troca de olhares é fundamental. Veja como ficou:

CAMCC-mesaromanticapaisley-01 CAMCC-mesaromanticapaisley-02 CAMCC-mesaromanticapaisley-03 CAMCC-mesaromanticapaisley-04 CAMCC-mesaromanticapaisley-05 CAMCC-mesaromanticapaisley-06 CAMCC-mesaromanticapaisley-07 CAMCC-mesaromanticapaisley-08

(Todas as peças são do acervo pessoal.)

Para saber mais sobre o desafio da Cisper, clique aqui. Você também pode participar!

Paisley (ou cashmere)

maio
2015
25

posted by on Temas

De estampa exclusiva da aristocracia britânica a questão de estilo dos ícones da música das décadas de 1960 e 1970, a Paisley, para mim, entra naquela categoria de estampas clássicas que já jamais saem de moda. O desenho tem origem persa e alguns o descrevem como folha estilizada, pétala ou gota de lágrima. Essa forma está sempre presente na estampa, que pode ser menos ou mais trabalhada. Inclusive, conhecemos como Paisley porque foi na cidade homônima da Escócia, que se conseguiu pela primeira vez, fora do Oriente, reproduzir o desenho e fabricar tecidos em larga escala. Apesar do inerente apelo étnico da estampa, acredito que ela já tenha ultrapassado todas as barreiras e se tornado algo global. Outra coisa que gosto bastante é a possibilidade de combinação de cores que pode dar outras caras para o desenho. A Paisley pode ser monocromática, ter cores neutras e sérias ou ser multicolorida e divertida, pode até aparecer só na textura de um elegante jacquard. Assim, fica difícil não se identificar com algum tipo de Paisley. Veja:

CAMCC-paisley-01 CAMCC-paisley-02 CAMCC-paisley-03 CAMCC-paisley-04 CAMCC-paisley-05 CAMCC-paisley-06 CAMCC-paisley-07 CAMCC-paisley-08 CAMCC-paisley-09 CAMCC-paisley-10 CAMCC-paisley-11 CAMCC-paisley-12 CAMCC-paisley-13CAMCC-paisley-15CAMCC-paisley-16CAMCC-paisley-17CAMCC-paisley-18CAMCC-paisley-19CAMCC-paisley-20CAMCC-paisley-21CAMCC-paisley-22CAMCC-paisley-23CAMCC-paisley-24CAMCC-paisley-26CAMCC-paisley-25CAMCC-paisley-27Version RetocadaCAMCC-paisley-29CAMCC-paisley-30

Imagens: Pinterest, Zara Home, Anthropologie

posted by on Natal

mesabrancadenatal-01 mesabrancadenatal-02 mesabrancadenatal-03 mesabrancadenatal-04 mesabrancadenatal-05 mesabrancadenatal-07

via Sacramento Street