Posts Tagged ‘comidinhas’

posted by on Jantar

As reuniões em petit comité são sempre as minhas preferidas. Receber poucos amigos em casa, nos deixa mais a vontade para aproveitar a conversa, a música, a comida. Fica mais fácil de controlar se está tudo certo e se todos estão bem servidos. E, o melhor, é o momento de inventar, de soltar a imaginação no cardápio e na apresentação. Para essa noite, eu não queria nada formal, muito pelo contrário, queria um banquete de comidinhas para se deliciar com a mão. São as tais finger food ou amuse bouche, que não precisam ser servidas apenas para eventos que envolvem muitas pessoas, elas são ótimas para qualquer encontro descontraído. É só montar uma mesa com capricho, com tudo exposto e deixar os convidados se servirem como quiserem e o quanto quiserem.

Para atender esse desejo, chamei a Alice Gussoni, que faz a sua paixão pela comida se transformar em pequenos deleites para os olhos, para o paladar e para alma. O meu pedido foi para ela elaborar um menu usando alimentos de cor roxa e ela sugeriu que mesclássemos com o verde, o que eu achei ótimo. Tudo estava lindo, super gostoso e saudável. Mas quem vai falar mais sobre isso, será a própria Alice, no seu blog Sabor Sonoro (já está , inclusive com a receita do delicioso cheseecake de blueberry). Eu vou só passar vontade mostrando as fotos:

CAMCC-jantaralice-01

Falando sobre a mesa, fiz uma espécie de ordem desorganizada, misturando peças antigas com novas, sobrepondo pratos, mesclando vasos de orquídeas em diferentes cachepots, castiçais de prata com castiçais de vidro, enfim, fazendo uma misturinha que, no final, sempre dá certo. Veja só:

CAMCC-jantaralice-08CAMCC-jantaralice-04CAMCC-jantaralice-07CAMCC-jantaralice-09CAMCC-jantaralice-06CAMCC-jantaralice-05CAMCC-jantaralice-10CAMCC-jantaralice-03CAMCC-jantaralice-11

Hummm, ver essas fotos dá uma vontade de repetir a dose… Espero que sirva de inspiração para você. Bom fim de semana!

(Todas as peças são do acervo pessoal.)

posted by on Café da manhã, lanche e chá da tarde

Se, para os paulistas, quitanda é o lugar onde se compra frutas e verduras, para nós, mineiros, é o nome genérico dos quitutes que adoramos: pão de queijo, biscoito de polvilho, broa de milho, rosca, bolo…  Se você não é mineiro, mas já esteve por aqui, sabe bem do que eu estou falando. Tem coisa melhor do que aquela pausa para o café devidamente acompanhado de uma quitandinha? Esse é um costume que aprendemos na casa de nossas avós, mas hoje apresentamos a nossa versão moderninha para um delicioso café da tarde.

CAMCC-cafedatarde-01

Ao invés de servir na copa, montamos nossa mesa ao ar livre. A base para a produção foi a toalha com listras finas e multicoloridas.

CAMCC-cafedatarde-02

Pratos, xícaras e guardanapos seguiram os tons de azuis presentes na toalha. Como todas as comidinhas eram finger food, os talheres foram dispensados.

CAMCC-cafedatarde-03

CAMCC-cafedatarde-04

As quitandas foram servidas em peças brancas: boleira com pé e caçarolas de cerâmica em dois tamanhos, sendo que a mini servia porções individuais.

CAMCC-cafedatarde-05

CAMCC-cafedatarde-06

No café da tarde tradicional, não pode faltar café preto passado na hora e as quitandinhas que já falamos. Dando uma cara mais jovial e descolada, essa gostosa tradição não precisa ser perdida, concorda?

(Todas as peças são de acervo pessoal.)